segunda-feira, 17 de abril de 2017

Leituras - Agosto e Setembro de 2016

Em Agosto li 8 livros, um número elevado e que é explicado pelas minhas duas semanas de férias ;) Li duas novas autoras: Catherine McKenzie e C. W. Gortner e regressei, muitos anos depois, a Danielle Steel.

Comecei por ler os dois últimos volumes da saga "A Selecção" de Kiera Cass, estes centrados na filha do casal dos primeiros 3 livros: "A Herdeira" e "A Coroa", livros levezinhos e com uma protagonista nem sempre fácil de perceber ou gostar.


Voltei a Catherine Bybee e à sua saga, desta vez com "Casado até Segunda" um romance levezinho mas interessante que recomendo. "Amor por Encomenda" também é levezinho e com uma história que não me atraiu muito. Já "O Juramento da Rainha", a minha estreia com C. W. Gortner, foi uma leitura fantástica sobre Isabel de Espanha, ao estilo Phillipa Gregory, um romance histórico com muito sumo sobre uma rainha sobre a qual há pouca ficção, pelo menos mais conhecida.


Encerrei o mês com Danielle Steel, um regresso um pouco a medo a esta autora pois já não a lia há muito tempo e tinha algum receio de achá-la pouco interessante nesta idade. Para minha surpresa, gostei muito das histórias e da escrita da autora que voltou a estar nas minhas preferências. Li "Mistérios do Sul" e Feliz Aniversário" e adorei ambos.


Em Setembro, li 4 livros, dois deles de novo autores e ambos portugueses: Carla M. Soares que já andava para ler há imenso tempo e Alberto S. Santos.

Continuei a ler C. W. Gortner com "Confissões de Catarina de Médicis", um livro muito interessante sobre esta rainha francesa e que foi giro de cruzar com o que conheço dela na série "Reign". Segui para "O Cavalheiro Inglês" da portuguesa Carla M. Soares, um livro que já tinha há imenso tempo para ler e que queria mesmo ler. Gostei bastante e fico contente que a ficção nacional contemporânea tenha tamanha qualidade.


Segui para "Promessas Desfeitas", um livro sobre relações destruídas e crianças no meio do fogo cruzado de um ex-casal e a sensibilidade necessária para se lidar com estas situações. Penny Vincenzi não desilude num livro carregado de emoção. "A Profecia de Istambul" foi também um livro de interesse que me ensinou várias coisas sobre os muçulmanos e como eram tratadas as pessoas, cristãs ou não, à epoca em que o livro se passa.


Em Agosto li então um total de 8 livros, 5 em ebook e 3 em formato físico. Em Setembro li um total de 4 volumes, dois deles em formato físico e dois deles em ebook, totalizando 12 livros lidos durante estes dois meses.

Sem comentários:

Enviar um comentário